• pt-br

5 Curiosidades sobre Foz do Iguaçu e Região que Você só Encontra em uma Tríplice Fronteira

0 0

Os moradores da região já estão acostumados e, para eles, tudo isso já virou rotina. No entanto, existem algumas curiosidades de Foz do Iguaçu que são novidades – e, às vezes, até geram estranheza – para aqueles que vêm de outras partes do Brasil e do mundo para visitar a tríplice fronteira.  

Ah, mas vale lembrar que essas são características intrínsecas aos moradores daqui. Por isso, se você quiser observar bem de perto e sentir na pele essa experiência, a dica é aproveitar sua estadia como um morador local!

Mas, seja para viver essas situações ou apenas a título de curiosidade, confira algumas características de Foz do Iguaçu e da tríplice fronteira que você não vai encontrar em nenhum outro lugar do mundo!

1. Vai um tereré aí, che ra’a?


Sim, a gente sabe que você provavelmente não entendeu nada, mas vamos explicar tudinho!

Essa é uma curiosidade de Foz do Iguaçu e região que vale por duas! Então, vamos começar falando da cultura do tereré (se pronuncia tererê), uma bebida típica do Paraguai servida em um copo/cuia com erva-mate e água gelada. Para beber, é usada uma “bomba” – uma espécie de canudo com furinhos na parte de baixo para filtrar a água da erva.

Ninguém sabe ao certo a origem do tereré, mas há relatos de que o povo indígena Guarani já fazia a infusão da erva desde o século XVII.  

Aqui na fronteira você pode encontrar o tereré feito apenas com água e erva-mate ou com sucos e até refrigerante. E se você der a sorte de entrar em uma roda de tereré, siga a seguinte “etiqueta”:

  • Tome a bebida com calma – mas sem demorar demais! – até acabar o que está no copo;
  • Passe para frente e aguarde chegar a sua vez novamente! 🙂

A segunda parte tem a ver com essa palavrinha diferente do tópico: che ra’a. Ela tem origem Guarani, que é uma das línguas oficiais do Paraguai, e significa amigo/parceiro. Você provavelmente a ouvirá bastante, principalmente se visitar o país vizinho!

Essa palavra é uma das mais usadas na região, e não é raro encontrar pessoas falando outras palavras em Guarani durante conversas locais.  

2. Vamos jantar na Argentina hoje?

Por aqui, atravessar a fronteira “só para jantar” é algo bem comum. Isso vale para a Argentina e Paraguai, mas a primeira opção costuma ser a mais convencional, seja para comer nos restaurantes mais sofisticados, petiscar empanada na feirinha ou até tomar um sorvete.

Muitos jovens também curtem atravessar a fronteira para curtir a noite. Seja em Ciudad del Este (PY) ou Puerto Iguazú (AR), não faltam baladas animadas!

3. Moro no Brasil, mas trabalho no Paraguai


Além de atravessar a fronteira para lazer, é bem comum por aqui pessoas morarem em um país, mas trabalhar no outro.

Em geral, essa “permuta” ocorre entre o Brasil e Paraguai.

4. Você reparou na senhora com o véu na cabeça, a gente não!


Além de estar situada em uma tríplice fronteira, Foz do Iguaçu é um dos lugares com maior diversidade cultural do mundo – são mais de 70 etnias diferentes vivendo em um mesmo espaço!

Entre os povos com maior quantidade estão os muçulmanos. Por isso, é bem comum encontrar mulheres usando véu na cabeça e mangas compridas – mesmo no calor de 40ºC que faz por aqui!

5. A sensação de estar em 2 ou 3 lugares ao mesmo tempo!


São vários os pontos que você consegue ter essa percepção e que não podem faltar na sua lista do que fazer em Foz do Iguaçu:

  • Pontes da Amizade (PY) ou Fraternidade (AR);
  • Marco das Três Fronteiras;
  • Itaipu Binacional;
  • Ou, para quem quer ter ver de um ângulo bem diferente, do alto de um salto de paraquedas!

E aí, conhece alguma outra curiosidade única de Foz do Iguaçu e região? Compartilhe com a gente!

Imagens: Visite o Brasil (Valdenir Rezende), Pinterest, Viaje na Viagem, Band News FM Curitiba, Massa News, SkydiveFoz

Deixe um comentário

*

Navegar